Karina Limeira Brandão, mais conhecida como anaenne:
Hoje um ex-aluno querido comentou no FB sobre dor na sola do pé e dei umas dicas pra melhorar, pq fiquei PHD nisso depois que sofri meses, em 2008, com a tal da fascite plantar, uma inflamação pavorenta na sola do pé que deixa a gente bem biruta e irritado.

Daí lembrei que na época em que sofri com a fascite, me ajudava muito encontrar algumas infos na internet, era alentador ver q tinha alguma solução praquela dor chata infernal. Tava devendo fazer o mesmo, partilhando minhas descobertas e frustrações na busca pelo tratamento.



Assim, resolvi fazer esse post aqui relatando minha experiência e indicando o que de fato me fez melhorar e hoje saber como prevenir essa dor. Espero ajudar a alguém, como muitos me ajudaram com seus posts, blogs, comentários.

1 - sintomas: a fascite é uma dor que começa aguda na sola do pé e depois vira crônica se vc num cortar o processo inflamatório. Muitos ortopedistas diagnosticam primeiro esporão do calcâneo, o que atrapalha ainda mais pra vc começar a tratar. A dor piora muito depois que a fascia, que fica embaixo do nosso pé, relaxa, e isso acontece principalmente pela manhã, qdo a pessoa parece pisar em caco de vidro qdo acorda e pisa no chão. Gosto nem de lembrar.

2 - O que ajudou a suportar por algum tempo, mas não resolveu nada no final das contas: a) salmoura na água quente toda noite (botava até sais na água pra meus pés ficarem relaxados e gostosinhos, hehe); b) relaxante muscular qdo tinha que usar mais o pé (caminhar, dar muita aula etc.), em especial dolamin flex, um relaxante porreta (mas só use remédios mais fortes depois da consultar um médico, não se esqueça); c) injeção de cortisona dada por ortopedista na planta do pé (a aplicação doeu que nem uma praga, e depois de um mês voltou a fascite com os mesmos sintomas. Mas naquele mês, em que eu tinha uma viagem pro exterior e ia andar muito, me ajudou bastante. A ortopedista me avisou que era paliativo); d) tomar anti-inflamatório forte (tomava arcox, dado pela ortopedista, que depois foi proibido pela ANVISA), mas isso só resolveu por um tempo, depois voltou. Na verdade, o anti-inflamatório só serve pro início da doença; e) saber por vários depoimentos e tb por indicação de amigos que entendiam da doença (médicos, fisioterapeutas, professores de educação física), que ela tem uma curva de ascendência de 6 a 9 meses e depois começa a melhorar, isso me dava ânimo por saber q uma hora aquele martírio ia passar ou melhorar.

3 - O que me ajudou de verdade: a) acupuntura (foi essencial na fase aguda, pra tirar a dor mais constante); b) alongamentos na panturilha (veja o vídeo com a dica de alguns alongamentos, esse vídeo foi muito importante pra mim). Além desses dois alongamentos citados no vídeo, aprendi com um fisioterapeuta a fazer um terceiro tipo de alongamento, da seguinte forma: suba em um degrau de escada. Coloque um dos pés na borda do degrau, apoiando mais ou menos no meio da sola, de maneira que uma banda do pé fique no degrau e a outra pendurada. Aí coloque o peso todo sobre esse pé e alongue por 20 segundos. Faça o mesmo com o outro pé; c) alongamentos em geral, em especial na hidroginástica, que tem baixo impacto; d) não usar mais sapatos baixos, como sandálias sem salto, tênis all star e havaianas; e) usar uma bolinha daquelas de fisioterapia constantemente pra alongar a planta do pé, colocando a bola no chão e a sola do pé sobre a bola, rolando-a de forma a massagear e alongar a fáscia.

ATUALIZAÇÃO:

AGORA, O QUE ME AJUDOU PRA VALER, O QUE ME CUROU, TÁ NESSE POST AQUI: A PRÁTICA DO QI GONG, MAIS ESPECIFICAMENTE DO LIAN GONG. FICA A DICA MESMO, GENTE! NUNCA MAIS TIVE DOR NENHUMA! 

4 - O que faço pra prevenir e a dor não voltar: a) uso sempre tênis com amortecimento de impacto (o único que realmente acaba com minha dor é o Nike Pegasus, que tem tecnologia cushlon de amortecimento) e palmilha de gel para caminhar ou ficar em pé longamente. Também uso chinelo com amortecimento (havia um perfeito da Speedo, mas num fabrica mais; o NK5 da Kenner é ótimo); b) faço sempre os alongamentos que citei acima; c) sempre que o pé dá sinais de dor uso a bolinha pra alongar a fáscia (deixo perto do sofá da sala, pq faço vendo tv); d) uso vez por outra um produto pra massagear a sola do pé quando ela está dolorida, como Nocauteador ou Aliviador; e) e pratico pelo menos três vezes por semana o Lian Gong, mas qd dá faço todo dia mesmo.

Curei a minha fascite com técnicas caseiras. Achei as técnicas médicas muito invasivas e dolorosas, além de ter lido muitos depoimentos dizendo que elas não adiantaram de nada.

Como disse antes, estou partilhando por solidariedade. É uma dor chata e incômoda, não desejo a ninguém. Por isso, se vc está sofrendo com a fascite, calma, vai passar. Alguns dos procedimentos que indiquei acima ajudam na cura e aliviam. Se vc está acima do peso, como eu, melhor ainda é emagrecer pra evitar de vez os sintomas. Mas essas medidas já ajudam bem. Boa sorte!
Marcadores: ,
3 Responses
  1. FERNANDA BARBOSA Says:

    Sofro como tu, fugi da infiltração, e vou usar suas dicas! Linda de bonita!!!! <3


  2. Ana Cristina Says:

    Obrigado pelas dicas! Eu e meu marido estamos sofrendo horrores com a fascite!


  3. Mônica Nery Says:

    Muito bacana essas dicas. Estou sofrendo horrores também com fascite plantar há alguns meses. Às vezes, fico beeeeem irritada por causa das dores. Estou fazendo fisioterapia, mas pretendo fazer exercícios caseiros, além de abolir havaianas, sapatilhas ... pois só atrapalham no tratamento.