Karina Limeira Brandão, mais conhecida como anaenne:

Lembro como se fosse hoje. A gente na casa da Tina, em São Francisco, sem fôlego, vendo "Corpos ardentes". William Hurt e Kathleen Turner. Caramba, tão novos, sensuais, calientes. Aquele calor todo, aquela trama, aqueles olhares 43, aqueles cigarros, aquele suor... ai, "Corpos ardentes" foi um marco, nos anos 80, de nossa imaginação fértil!

Depois vi a KT em tantos outros filmes: "Guerra dos roses", "Tudo por uma esmeralda", "Minha mãe é uma assassina"... depois, como nunca mais a vi, só restou em minha mente as imagens glamourosas daquela atriz de tanto sucesso e beleza que marcou minha adolescência.

Hoje, levei um susto daqueles, quando, despretensiosamente, assistia a "Marley e eu". Tinha visto o nome dela nos créditos, até fiquei feliz, mas não estava preparada para aquela figura, a apoteótica KT, no papel da descabelada e masculinizada treinadora de cães.

Olha, sei q a vida é isso mesmo, as pessoas envelhecem, ficam diferentes, isso acontece com todos e comigo tb. Nem quero dizer q pessoas mais velhas etc. não têm beleza etc. Estou só lamentando o choque entre meu imaginário perpetuado, tão ingênuo, e a vida e sua temporalidade sempre tão eloquentes. Sei que as pessoas envelhecem, mas meu imaginário não.

Por isso, confesso, nem prestei muita atenção no drama canino, embora sensível (embora, tb tenha que confessar, aquela esfinge do Owem Wilson, uma versão loura do cigano Igor, num ajuda muito), pq estava era pensando no drama da vida. Pasmei! Please, alguém levanta o queixo caído do meu imaginário???!!!




Marcadores: , , ,
4 Responses
  1. Carol Says:

    Uau!! Mas está claro o motivo do choque... a mudança foi graaande! Ela era linda, linda...

    Ainda não vi esse filme. Apesar de todos falarem do livro, do filme etc, ele ainda não me cativou assim.

    Beijões, Ana!


  2. Lu Ribeiro Says:

    muito difícil, Colega, não há cosmético q dê jeito... é cm encontrar alguém q não se vê há tempos ou ainda acompanhar as fotos da galera no orkut...rs... choca mesmo... o lance é se olhar no espelho diariamente pra não ter um baque com o próprio reflexo no futuro...


  3. pois é, acho q o susto aumenta qdo ficamos sem ver o rosto da pessoa por muito tempo. Mas o Gui Guaraná me lembrou, lá no twt, que a KT era o pai do Chandler em Friends, hahaha. Tem razão, nem me lembrava disso. Mas na série KT ainda estava glamourosa...


  4. Anônimo Says:

    Nossa, choquei! Ela era uma das mulheres mais bonitas do cinema. Não sabia que estava assim. Ainda não vi esse filme e confesso, nem tenho muita vontade.

    Bjs,

    Tatita